Você está em:

Potencial solar no Brasil


O Sol é o astro central do sistema solar e também a mais próxima da Terra. Fonte de energia essencial para a vida humana. Sua importância se estende as plantas, dependentes de luz solar para a fotossíntese. Além de ter papel fundamental no ciclo da água, quanto a aquecimento e evaporação, o equilíbrio do clima e diversos outros pontos. 

Na Alemanha a energia solar está sendo muito bem aproveitada. Em 2002 foi aprovada uma lei em que as companhias de energia teriam a obrigatoriedade em pagar as pessoas que, devolvessem para a rede elétrica o excedente do que produzissem em suas casas com microgeração. 

A iniciativa do governo alemão deu tão certo, que Vilas Solares inteiras foram criadas. Através de painéis solares fotovoltaicos, essas comunidades produzem até 4 vezes mais energia do que consomem. Além da recompensa pela geração de energia, também estão produzindo energia limpa e totalmente sustentável.

Um fato interessante é que países como a Alemanha, que fizeram do sol uma de suas principais fontes energéticas, possuem um potencial solar muito menor do que o Brasil, que, por ano recebe mais de 3.000 horas de insolação (brilho do Sol). Mesmo no pior cenário o Brasil ainda consegue superar a Alemanha nesse quesito.

O problema é que todo esse potencial solar não está sendo aproveitado. Levando em consideração todas as usinas que produzem energia elétrica, a geração é de 132 gigawatts (GW) em todo o Brasil. Deste total menos de 0,0008% é produzido com sistemas solares fotovoltaicos.

No entanto, as perspectivas de crescimento para esse setor são otimistas. De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) estima-se que serão mais de 886 mil consumidores com sistemas de energia solar até 2024. É evidente que o Brasil possui um potencial solar imenso, pouco explorado e com grande expectativa de crescimento pela frente. Muitas conquistas já foram alcançadas, e o que podemos buscar são iniciativas e políticas públicas que viabilize a disseminação da geração distribuída no país.

A Komeco tem feito parte dessa história, incentivando a geração distribuída como alternativa sustentável e desenvolvendo produtos de qualidade.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando o blog!